Marketing para Artesanato – Dicas e Estratégias Fresh Lab

Veja algumas dicas da agência para elaborar uma boa estratégia de marketing para artesanato. Venda mais o que você faz de melhor!

Aqui na Fresh, estamos sempre buscando escrever conteúdos segmentados para diversas áreas do mercado, como forma de gerar resultados relevantes para as buscas e ajudar empreendedoras (es) que estão buscando informações.

Antes de fazer o conteúdo em si, realizamos diversas pesquisas para entender como está o segmento na internet. Quais são os sites mais relevantes, principais palavras-chave, entre outros aspectos que nos ajudam a entender o que é melhor para o nicho.

demo 24

Nessa busca para escrever sobre marketing para artesanato, grande parte das palavras-chave relacionadas ao segmento era sobre “ganhar dinheiro” com artesanato: como ganhar dinheiro vendendo artesanato, qual artesanato mais vende, artesanato que dá dinheiro.

Artesanato não dá dinheiro

Na verdade, nenhum segmento em si “dá” dinheiro. É preciso puro e simples trabalho dedicado para criar um ambiente onde as pessoas querem comprar.

O risco em começar um negócio com o principal objetivo de “dar dinheiro” é que essa é uma expectativa muito baixa, e até mesmo ingênua de como o mercado funciona.

É claro, sabemos, sem exceção: todos os nossos clientes por aqui querem ganhar dinheiro. Mas o que acreditamos que as vendas são resultado de um trabalho bem feito e bem planejado.

É muito mais importante você se preocupar com a qualidade do seu produto, sua marca, a apresentação no mercado, suas parcerias – do que apenas vender artesanato que dá dinheiro. Você pode, e vai precisar, se diferenciar.

demo 24

Marketing para Artesanato

Como elaborar uma estratégia de marketing digital que ajude você a vender seus melhores artesanatos? O primeiro passo, e mais importante, é se planejar.

Em primeiro lugar, você deve decidir como quer vender os seus produtos. As pessoas poderão efetuar o pagamento online? Você vai receber pessoalmente? Vai enviar pelos Correios? Nossa sugestão é responder a todas essas questões antes de começar a pegar os pedidos. Assim, você não corre o risco de frustrar as suas primeiras clientes.

Se você ainda não faz nada, uma boa alternativa para começar é vender apenas para sua cidade. Dessa forma, você pode diminuir o custo das entregas e também do valor que vai investir em mídia (Facebook, Instagram, Google, etc).

Divulgação

Assim que você planejar a parte funcional do negócio, é hora de pensar na parte prática da estratégia de vendas.

Artesanatos são produtos visuais, e tem muito a ver com os sentidos das pessoas que compram. O artesanato é especial, e causa uma sensação de exclusividade em quem está comprando. Talvez, pela internet, você não consiga causar todo esse impacto em suas clientes em potencial.

demo 24

O que você precisa garantir são boas fotos dos seus produtos. Não tenha medo de investir em cursos de fotografia e equipamentos que podem ajudar a tornar suas fotos mais profissionais.

Tendo ótimas fotos dos seus artesanatos é “quase” meio caminho andado. Saia desse conteúdo lembrando disso: você precisa ter fotos lindas dos seus produtos. 

Canais

É hora de decidir em quais canais da internet será possível comprar seu artesanato. Diversas artesãs utilizam “hubs” como Elo 7 ou até mesmo Mercado Livre e OLX para receber pagamentos online. Essa pode ser uma alternativa interessante para quem está começando e não pode investir em uma loja virtual própria.

Caso você tenha uma loja virtual, trabalhar com banners na Rede de Display do Google é uma ótima alternativa para obter divulgação em massa.

demo 24

As redes sociais como Facebook e Instagram também serão efetivas para promoção do negócio. Nesse cenário, consideramos que você terá um investimento em mídia maior para estar em mais canais.

Se o seu negócio é menor, sem mesmo um website, as redes sociais são a alternativa para alcançar clientes em potencial.

Facebook ou Instagram – qual é melhor?

Pode ser que você já tenha ouvido falar que o Facebook está em decadência. Não podemos negar isso, e nem que o Instagram tem ocupado um espaço significativo no mercado de redes sociais.

Mas na prática, as duas redes ainda são muito importantes. São válidas, inclusive, para o segmento de artesanato.

O Facebook é uma rede que tem usuários ativos de idade adulta à terceira idade – o que pode ser um público em potencial para artesanato. Construindo uma boa página, você pode exibir seus produtos e impulsionar para alcançar as pessoas certas. No Facebook, o investimento em mídia, geralmente, é mais baixo do que outros canais como Google e Instagram.

demo 24

Além disso, o Facebook tem grandes grupos de artesanatos, onde você pode fazer conexões relevantes para o seu negócio.

Já no Instagram, ganha atenção quem exibe o melhor conteúdo. Aqui, a qualidade das fotos fala mais alto do que qualquer coisa. Não importa sua quantidade de seguidores ou curtidas, mas sim, se as pessoas se interessam por seu produto e querem comprá-lo.

O caminho mais curto para chegar a uma venda online é ter boas fotos publicadas no canal certo. No caso, o Instagram se consolidou como a maior rede social de imagens do mundo, o que confere validade para publicação de boas fotos.

Publicação de conteúdo – dando vida ao seu perfil

Com boas fotos e trabalhando com os canais certos, é hora de pensar em publicações que o seu público pode gostar. Um erro que muitas empresas e empreendedores cometem é usar os perfis apenas para publicar sobre seus produtos. Isso é desinteressante e não tem potencial para atrair novos clientes.

A forma mais autêntica de conquistar resultados na internet é entregando conteúdo de qualidade para seu público-alvo. Por exemplo: seu artesanato tem algum significado espiritual que o público não sabe? Alguma história relacionada? Essa já seria uma ótima pauta para conhecerem melhor a sua marca.

demo 24

Você pode trabalhar com duas publicações por semana, intercalando entre conteúdos relevantes para o público e seus produtos para venda.

Ainda sobre os conteúdos, você não precisa ter medo de publicar outros trabalhos de artesanato, como fonte de inspiração. Quem gosta de artesanato, gosta de várias outras coisas também. Saber sobre o que falar com seu público é o que gera um relacionamento de confiança. E confiança gera receita.

Investimentos em mídia

Investir em mídia quer dizer pagar para o Google, Facebook e Instagram veicularem seu conteúdo ou campanha. Sempre que você investe nesses canais, é possível selecionar o público que será atingido pela sua publicidade.

Pode ser que você já tenha feito impulsionamento de publicações no Facebook. Na prática, você pode continuar fazendo isso. Caso você não obtenha resultados com isso, teste novos públicos, novos conteúdos, novas chamadas, outros tipos de postagens. É o que fazemos, usualmente, para buscar resultados em vendas nas redes sociais, ou engajamento.

demo 24

Investir em mídia também é importante porque o alcance orgânico das redes sociais que usamos está cada dia mais baixo. No Facebook, sabemos que menos de 2% dos curtidores da página visualizam as publicações sem impulsionamentos. Percebe que são sempre as mesmas pessoas que curtem suas postagens? Sua filha? Aquela sua colega de artesanato?

Isso acontece porque você não está investindo para o Facebook exibir seu conteúdo para outros usuários. Então ele sempre vai exibir para quem já se engajou com você – as mesmas pessoas de sempre.

Comece investindo o valor final do artesanato que você quer vender em mídia, pensando bem nas segmentações. Pense para não acabar criando uma segmentação que atinge outras artesãs. É preciso ir além do interesse por “artesanato”.

Dica Extra

Busque por parcerias e influenciadoras do seu nicho. Pode ser uma forma interessante de conquistar divulgação para o seu trabalho. Para encontrar, você pode realizar uma pesquisa no Youtube ou Instagram, procurando por hashtag’s de artesanatos e vídeos relacionados.


RESUMO

  • Pense bem antes de começar qualquer negócio se está pensando apenas em ganhar dinheiro. Você precisa pensar em formas de diferenciar o seu produto, atendimento ou serviço. ISSO SIM pode fazer você ganhar dinheiro – destacar-se do mercado.
  • Antes de começar a divulgar e vender seus artesanatos, certifique-se de que você tem fotos excelentes do produto. Basta olhar para as fotos e se perguntar: essa foto VENDE?
  • Planeja com calma a parte logística e de venda, como você vai receber os pagamentos, enviar os produtos, etc. Não deixe para resolver isso quando já estiver com encomendas.
  • Decida em quais canais você vai divulgar o seu trabalho. Lembrando que você não precisa estar em todas as redes sociais. Escolha uma e se dedique a ela.
  • Pense no seu público alvo e nas redes sociais disponíveis: Facebook é um canal em potencial para falar com mulheres mais maduras, que podem se interessar por artesanatos tradicionais. Instagram já tem uma pegada mais moderna, pode ser direcionado para mulheres mais jovens, com artesanatos como amigurumi – que faz sucesso na rede.
  • Planeje seu conteúdo. Isso é tão importante quanto vender, porque você não vai vender se não publicar conteúdos interessantes para atrair seu público. Pesquisa, veja o que outras marcas estão fazendo e vá anotando ideias.
  • Invista em mídia, especialmente no começo do negócio. É a forma mais “certeira” de atingir novos usuários e, efetivamente, exibir seu conteúdo para clientes em potencial.

É isso pessoal!! Espero que esse conteúdo seja útil para ajudar vocês a elaborarem uma estratégia mais consistente de divulgação e marketing para artesanato.

Por favor, nos deixe o seu comentário!!

Abraços

Curtiu este conteúdo?

Comentários
Jéssica BarbosaEscrito por Jéssica Barbosa em 01 de maio de 2019
Contato

Vamos conversar sobre seu próximo projeto? Qual a sua necessidade?