O Guia definitivo de Marketing Digital no agronegócio

(Última atualização em )
As empresas agrícolas enfrentam diversos desafios ao tentar promover seus produtos e serviços, especialmente em um mercado cada vez mais competitivo e complexo. No artigo de hoje vamos abordar os principais desafios, estratégias e oportunidades de marketing digital para o agronegócio.
 

Principais desafios de marketing no agronegócio

As empresas agrícolas enfrentam diversos desafios ao tentar promover seus produtos e serviços, especialmente em um mercado cada vez mais competitivo, complexo e dominado pelas multinacionais. Entre eles podemos destacar:
  1. Baixa visibilidade da marca: muitas empresas agrícolas têm dificuldades em se destacar em um mercado saturado, com diversas marcas competindo pela atenção dos consumidores. O marketing digital pode ajudar a melhorar a visibilidade da marca, por meio de estratégias como SEO, Tráfego Pago e presença nas redes sociais.

  2. Dificuldades em alcançar o público-alvo: alcançar o público-alvo certo é essencial para o sucesso de qualquer campanha de marketing. No caso das empresas agrícolas, é preciso identificar e atingir consumidores que buscam produtos sustentáveis, de qualidade e com um impacto positivo no meio ambiente. O marketing digital pode ajudar a segmentar e personalizar mensagens para atingir o público-alvo correto, por meio de campanhas de publicidade online, conteúdo relevante e automação de marketing.

  3. Dificuldades em medir o retorno sobre o investimento: medir o retorno sobre o investimento em campanhas de marketing pode ser um desafio para muitas empresas agrícolas, especialmente aquelas que ainda utilizam métodos tradicionais de publicidade. O marketing digital permite a mensuração precisa e eficiente dos resultados das campanhas, permitindo a otimização contínua das estratégias e a maximização do ROI.

  4. Dificuldades em se destacar em um mercado competitivo: o mercado agrícola é cada vez mais competitivo, com diversas empresas oferecendo produtos e serviços semelhantes. O marketing digital pode ajudar as empresas a se destacarem da concorrência, por meio de estratégias como branding, conteúdo relevante e personalizado, e presença nas redes sociais.

  5. Dificuldades em manter a fidelidade dos clientes: manter a fidelidade dos clientes é essencial para o sucesso de qualquer empresa, incluindo as do setor agrícola. O marketing digital pode ajudar as empresas a criar um relacionamento mais próximo e duradouro com seus clientes, por meio de atendimento ao cliente eficiente, conteúdo relevante e personalizado, e campanhas de fidelidade.

  6. Dificuldades em lidar com as mudanças no comportamento do consumidor: o comportamento do consumidor está em constante evolução, e as empresas do setor agrícola precisam estar preparadas para se adaptar a essas mudanças. O marketing digital permite uma maior flexibilidade e adaptabilidade às mudanças no mercado, permitindo que as empresas ajustem suas estratégias de acordo com as necessidades dos consumidores.
O marketing digital pode ajudar as empresas agrícolas a superar muitos dos desafios que enfrentam ao tentar promover seus produtos e serviços. Através de um planejamento estratégico digital adequado as empresas do agro podem melhorar sua visibilidade, alcançar o público-alvo certo e manter a fidelidade dos clientes, tornando-se mais competitivas e bem-sucedidas. Confira a seguir alguns desafios que o marketing digital pode ajudar a superar.
 

A importância do marketing digital para o agronegócio

O agronegócio é um dos principais setores da economia em todo o mundo, responsável por produzir alimentos e matérias-primas para diversas indústrias. Com o advento da transformação digital, tornou-se cada vez mais importante para as empresas agrícolas estarem presentes no ambiente online e adotar estratégias de marketing digital para promover seus produtos e serviços.
 
Neste contexto, a importância do marketing digital para o agronegócio é evidente. Por meio das ferramentas e técnicas de marketing digital, as empresas agrícolas podem expandir sua presença online, melhorar sua visibilidade e aumentar suas vendas. A seguir, vamos explorar com mais detalhes as principais razões pelas quais o marketing digital é fundamental para as empresas agrícolas:
 

Alcance global

O marketing digital permite que as empresas agrícolas alcancem um público global, sem limitações geográficas ou de tempo. Por meio de campanhas de publicidade online, presença nas redes sociais e otimização de mecanismos de busca (SEO), as empresas podem alcançar consumidores em todo o mundo. Com a crescente demanda por produtos agrícolas de qualidade e sustentáveis, a presença online é essencial para que as empresas agrícolas se posicionem no mercado global e atinjam novos clientes.
 

Fortalecimento da imagem da marca

O marketing digital também é uma ferramenta poderosa para o fortalecimento da imagem da marca. Com a criação de conteúdo relevante e de qualidade, as empresas podem se posicionar como autoridades em seu setor, transmitindo credibilidade e confiança aos consumidores.
 
Além disso, as mídias sociais e outras plataformas online permitem que as empresas se comuniquem diretamente com seus clientes, criando um relacionamento mais próximo e duradouro. Isso é especialmente importante no setor agrícola, onde a transparência e a confiança são fundamentais.
 

Maior eficiência na promoção de produtos

O marketing digital também permite que as empresas agrícolas sejam mais eficientes na promoção de seus produtos e serviços. Com a segmentação de anúncios e a personalização de mensagens, as empresas podem alcançar o público certo, no momento certo e com a mensagem certa. Além disso, as campanhas de marketing digital permitem que as empresas mensurem seus resultados de forma precisa e eficiente, permitindo a otimização contínua de suas estratégias.
 

Maior competitividade

As empresas agrícolas que investem em marketing digital tendem a ser mais competitivas em um mercado cada vez mais acirrado. Com a crescente digitalização da sociedade, as empresas que não se adaptam às novas tecnologias e estratégias de marketing correm o risco de ficar para trás.
 
Ao investir em marketing digital, as empresas agrícolas podem se manter atualizadas com as tendências e as novidades do mercado, tornando-se mais competitivas e inovadoras.
 

Melhoria da experiência do cliente

Por fim, o marketing digital também é importante para a melhoria da experiência do cliente. Com o uso de ferramentas de automação de marketing e de atendimento ao cliente, as empresas podem oferecer um serviço mais ágil e eficiente, criando uma experiência mais positiva para o consumidor.
 

O comportamento online do produtor rural

Antes de pensar nas estratégias de marketing digital no agro, é importante compreendermos o comportamento online do produtor rural. Com o avanço da tecnologia e o aumento do acesso à internet, os produtores rurais estão cada vez mais conectados e buscando informações sobre produtos, serviços e técnicas de produção. Confira alguns dados de pesquisas que mostram o comportamento online do produtor rural:
 

Uso da internet

De acordo com a pesquisa “Perfil do Produtor Rural Brasileiro”, realizada pela Embrapa em parceria com a ABMRA (Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio), em 2020, 86,3% dos produtores rurais utilizam a internet como fonte de informação, sendo que 67,2% acessam a rede diariamente. Além disso, a pesquisa aponta que a maior parte dos produtores utiliza a internet para buscar informações sobre tecnologias, técnicas de produção e informações climáticas.
 

Redes Sociais

As redes sociais também são uma ferramenta importante para o produtor rural. Segundo a mesma pesquisa, 75% dos produtores rurais estão presentes em pelo menos uma rede social, sendo que o WhatsApp é a mais utilizada (73%), seguida pelo Facebook (64%) e pelo YouTube (31%). As redes sociais são utilizadas principalmente para troca de informações com outros produtores e para buscar informações sobre produtos e serviços.
 

Compras online

Apesar de ainda não ser muito comum, a compra de insumos e equipamentos online vem crescendo entre os produtores rurais. Segundo a pesquisa “Comportamento do Produtor Rural na Internet”, realizada pela agência Resultados Digitais em parceria com a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), em 2019, 28% dos produtores rurais já realizaram compras online de insumos, equipamentos e outros produtos relacionados à atividade agrícola. Entre as vantagens citadas pelos produtores estão a comodidade, a possibilidade de comparar preços e a facilidade na compra.
 

Uso de aplicativos

O uso de aplicativos também vem crescendo entre os produtores rurais. De acordo com a pesquisa “Agro brasileiro digital: conectando o campo à tecnologia”, realizada pela Serasa Experian em parceria com a Esalq-USP (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), em 2020, 72,9% dos produtores rurais já utilizam algum tipo de aplicativo relacionado à atividade agrícola. Entre os mais utilizados estão os aplicativos de clima, de cotações de preços e de informações sobre doenças e pragas.
 
O acesso à internet e a utilização de ferramentas como redes sociais, aplicativos e compras online permitem que os produtores rurais tenham acesso a informações importantes sobre produtos, serviços e técnicas de produção, além de facilitar a troca de informações com outros produtores. As empresas que buscam atingir esse público devem investir em estratégias de marketing digital que levem em conta essas mudanças no comportamento do consumidor rural.
 

Principais estratégias de marketing digital para empresas agrícolas

As empresas agrícolas têm se dedicado cada vez mais a implementar estratégias de marketing digital para atingir e engajar seu público-alvo. As estratégias mais utilizadas são:
 

Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo é uma estratégia que consiste em produzir e distribuir conteúdo relevante e de qualidade para atrair e engajar o público-alvo. As empresas agrícolas podem utilizar essa estratégia para produzir conteúdos sobre técnicas de produção, tendências de mercado, novidades tecnológicas e informações sobre seus produtos e serviços. Esses conteúdos podem ser divulgados por meio de blogs, vídeos, podcasts, infográficos, entre outros formatos.
 

Redes Sociais

As redes sociais são uma ferramenta importante para as empresas agrícolas se conectarem com seus clientes e potenciais clientes. As redes mais utilizadas pelos produtores rurais são o WhatsApp, Facebook e YouTube, mas também existem outras como o Instagram e o LinkedIn. As empresas devem adaptar sua presença nas redes sociais de acordo com o perfil do público-alvo, buscando criar conteúdos relevantes, interagir com os usuários e promover seus produtos e serviços.
 

E-mail Marketing

O e-mail marketing é uma estratégia que consiste em enviar mensagens personalizadas para os usuários que se cadastraram na lista de e-mails da empresa. As empresas agrícolas podem utilizar essa estratégia para enviar informações sobre novos produtos, promoções, eventos e outras novidades. É importante que os e-mails sejam segmentados de acordo com o perfil do usuário para aumentar a efetividade da estratégia.
 

SEO

O SEO (Search Engine Optimization) é uma estratégia que consiste em otimizar o site da empresa para que ele seja bem posicionado nos resultados de busca do Google e de outros buscadores. As empresas agrícolas podem utilizar essa estratégia para aumentar a visibilidade de seus produtos e serviços e atrair mais visitantes para seu site. A otimização do site deve incluir a escolha de palavras-chave relevantes, a produção de conteúdo otimizado para SEO e a otimização da estrutura do site.
 

Anúncios Online

Os anúncios online são uma estratégia de marketing digital que consiste em criar anúncios que serão exibidos em diferentes plataformas, como o Google, Facebook e Instagram. As empresas agrícolas podem utilizar essa estratégia para promover seus produtos e serviços para um público específico, aumentando as chances de conversão. É importante que os anúncios sejam bem planejados e tenham uma mensagem clara e objetiva.
 

Marketing de Influência

O marketing de influência é uma estratégia que consiste em utilizar a influência de pessoas com grande número de seguidores nas redes sociais para promover produtos e serviços. As empresas agrícolas podem utilizar essa estratégia para aumentar a visibilidade de seus produtos e serviços e atrair mais clientes. É importante que os influenciadores sejam escolhidos de acordo com o perfil do público-alvo e que a parceria seja clara e transparente.
 
Essas são algumas das principais estratégias de marketing digital utilizadas pelas empresas agrícolas. É importante ressaltar que cada empresa deve adaptar suas estratégias de acordo com o perfil de seu público-alvo e com os objetivos de seus negócios. Além disso, é fundamental que as empresas tenham uma estratégia bem planejada e executada por profissionais capacitados para alcançar os melhores resultados.
 

Funil de Vendas e Automação

A sazonalidade é uma das principais características do agronegócio, pois os ciclos de plantio, colheita e criação de animais são influenciados por fatores como clima, solos e disponibilidade de água. Isso significa que as empresas agrícolas precisam lidar com variações na oferta e demanda ao longo do ano, o que pode impactar diretamente as vendas e o marketing.
 
Nesse sentido, é fundamental que as empresas adaptem suas estratégias de marketing digital de acordo com a sazonalidade do segmento do agronegócio. Isso inclui a adaptação do funil de vendas e automações de marketing, que são ferramentas essenciais para nutrir e converter leads em clientes.
 
O funil de vendas é uma representação visual do processo de compra do cliente, dividido em etapas que vão desde o primeiro contato com a empresa até a efetivação da venda. As empresas agrícolas podem adaptar o funil de vendas de acordo com a sazonalidade do negócio, criando diferentes fluxos para períodos de alta e baixa demanda. Por exemplo, durante a época de plantio, pode ser necessário focar em estratégias de atração de leads, enquanto na época de colheita, o foco pode ser na conversão de leads em clientes.
 
As automações de marketing, por sua vez, são ferramentas que permitem a criação de fluxos de comunicação automatizados com os clientes, de acordo com o estágio em que se encontram no funil de vendas. As empresas agrícolas podem utilizar as automações de marketing para enviar conteúdos personalizados e relevantes para os clientes em diferentes momentos do ano, como dicas de plantio na época certa, informações sobre os benefícios de determinados insumos em épocas específicas, entre outras estratégias.
 
Adaptar o funil de vendas e automações de marketing digital de acordo com a sazonalidade do segmento do agronegócio é importante para manter uma comunicação relevante e personalizada com os clientes em diferentes momentos do ano, aumentando as chances de conversão e fidelização. Além disso, essa adaptação permite que as empresas agrícolas aproveitem ao máximo as oportunidades de vendas em períodos de alta demanda e se preparem para períodos de baixa demanda, por meio de estratégias de nutrição e engajamento de leads.
 
Por fim, é importante destacar que a adaptação do funil de vendas e automações de marketing digital deve ser acompanhada de uma análise de dados e resultados, para que as empresas possam avaliar a efetividade das estratégias e fazer ajustes quando necessário. Isso permite que as empresas agrícolas maximizem o potencial do marketing digital ao longo do ano e alcancem os melhores resultados em suas vendas e negócios.
 

BI – Inteligência de Dados

O Business Intelligence (BI) é uma ferramenta importante para as empresas agrícolas que desejam coletar, analisar e utilizar dados para melhorar suas campanhas de marketing digital e tomar decisões baseadas em dados para aumentar sua performance. No agronegócio, o uso do BI é fundamental para obter insights valiosos sobre o comportamento do consumidor, o desempenho de vendas e a produtividade das lavouras e criações de animais.
 
Para coletar e analisar os dados, as empresas agrícolas podem utilizar diferentes ferramentas de BI, como softwares de gestão empresarial (ERP), sistemas de gestão de produção (MES), sensores e dispositivos IoT (Internet das Coisas), entre outros. Essas ferramentas permitem que as empresas coletam uma grande quantidade de dados, que podem ser organizados e analisados ​​por meio de dashboards e relatórios personalizados.
 
Ao coletar e analisar dados, as empresas agrícolas podem obter insights valiosos sobre o comportamento do consumidor, como preferências e hábitos de compra, e sobre o desempenho de vendas, como taxas de conversão, ROI e KPIs. Essas informações são cruciais para melhorar as campanhas de marketing digital e aumentar o desempenho do negócio. Por exemplo, ao saber quais são as preferências do consumidor, as empresas podem personalizar suas campanhas de marketing digital e aumentar as chances de conversão.
 
Além disso, a análise de dados também pode ser aplicada à produção agrícola, permitindo que as empresas monitorem o desempenho das lavouras e criadores de animais, detectem problemas e oportunidades de melhoria. Por exemplo, os sensores e dispositivos IoT podem ser utilizados para medir a umidade do solo, temperatura e outras variáveis ​​que afetam a produtividade das lavouras, permitindo que as empresas agrícolas tomem decisões baseadas em dados para maximizar a produtividade e reduzir os custos.
 
Outro benefício do BI no agronegócio é a possibilidade de prever o comportamento do mercado e das safras futuras. Ao analisar dados históricos e informações de mercado, as empresas agrícolas podem fazer previsões precisas sobre a demanda futura de produtos e serviços, planejar suas campanhas de marketing digital com antecedência e tomar decisões informadas sobre investimentos em tecnologia e equipamentos.
 
O uso de ferramentas de BI no agronegócio é fundamental para que as empresas possam coletar, analisar e utilizar dados para melhorar suas campanhas de marketing digital, aumentar a performance do negócio e tomar decisões baseadas em dados. Com a análise de dados, as empresas podem obter insights valiosos sobre o comportamento do consumidor, o desempenho de vendas e a produtividade das lavouras e criadores de animais, permitindo que tomem decisões informadas e maximizem o potencial do negócio.
 

Cases de sucesso de Marketing Digital no segmento agrícola

 

A AGCO é uma empresa americana que produz e comercializa equipamentos agrícolas em todo o mundo. Para melhorar seu marketing digital, a empresa investiu em uma estratégia de conteúdo para melhorar a educação do cliente, com a criação de vídeos de instrução e webinars, além de usar o CRM para segmentar seus clientes em diferentes perfis de interesse. Como resultado, a AGCO conseguiu aumentar o engajamento em suas campanhas de marketing digital e melhorar o relacionamento com seus clientes, resultando em um aumento de 22% nas vendas.
 
A Bayer é uma empresa alemã que produz sementes e defensivos agrícolas. Para melhorar sua presença digital, a empresa investiu em campanhas de mídia paga, como anúncios em redes sociais e sites de agricultura, além de um programa de influenciadores, visando aumentar a conscientização sobre seus produtos e serviços. Além disso, a Bayer criou uma plataforma de educação on-line para agricultores, a “Agro Bayer Academy”, oferecendo treinamento gratuito para melhorar as habilidades dos agricultores. Como resultado, a Bayer conseguiu aumentar o engajamento em suas campanhas de marketing digital, melhorar a conscientização sobre seus produtos e serviços, além de melhorar o relacionamento com seus clientes.
 
A John Deere é uma empresa americana que produz e comercializa equipamentos agrícolas em todo o mundo. Para melhorar sua presença digital, a empresa investiu em uma estratégia de conteúdo, criando um blog com artigos educativos sobre agricultura e equipamentos, além de vídeos e infográficos informativos. A empresa também criou uma presença forte nas redes sociais, publicando conteúdo regularmente em plataformas como Facebook, Twitter e Instagram. Além disso, a John Deere implementou uma estratégia de email marketing, segmentando seus clientes em diferentes grupos de interesse e enviando campanhas personalizadas. Como resultado, a empresa conseguiu aumentar o engajamento em suas campanhas de marketing digital, melhorar a conscientização sobre seus produtos e serviços e aumentar as vendas. A John Deere é considerada uma das empresas líderes em marketing digital no segmento agrícola, sendo premiada em diversas categorias de marketing e tecnologia.
 

Um oceano de oportunidades

As empresas agrícolas enfrentam diversos desafios para promover seus produtos e serviços, como a falta de informação do público, a sazonalidade da produção, a concorrência acirrada e as dificuldades de acesso aos canais de distribuição. O marketing digital pode ajudá-las a superar esses desafios por meio de estratégias como o marketing de conteúdo, redes sociais, e-mail marketing, SEO, anúncios online e marketing de influência. Além disso, é importante que as empresas adotem uma visão estratégica e integrada do marketing, investindo em profissionais capacitados e tecnologias para alcançar os melhores resultados.
 
De acordo com um levantamento do setor, realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, apenas 1% das empresas do agronegócio investem em ações de marketing digital. Há um vasto e próspero oceano de oportunidades para empresas do agro através de ações bem planejadas de marketing digital, permitindo impactar o seu consumidor e aumentar as suas vendas com um custo muito baixo.
 
Por fim, é importante ressaltar que o marketing digital não é uma estratégia isolada, mas sim uma parte integrante do marketing da empresa. Por isso, é fundamental que as empresas agrícolas tenham uma visão ampla e estratégica do marketing, integrando as diferentes estratégias e canais de comunicação para alcançar os melhores resultados. Além disso, é preciso investir em profissionais capacitados e tecnologias que permitam medir e analisar os resultados das estratégias para fazer ajustes e melhorias contínuas.
 
Precisando de ajuda? Pode contar com a nossa equipe, basta entrar em contato com um de nossos especialistas.
 
We Grow Together!
Compartilhe
Confira também

Tópicos

Confira nosso Podcast

"O Poder da Colaboração entre Marketing e Vendas"
Fresh Talks