Como a pandemia mudou os hábitos dos consumidores?
Publicado 20 de julho de 2021 • 16:32Hrs
Compras pandemia

A pandemia do covid-19 foi sem dúvida uma das maiores tragédias da humanidade moderna. Além de milhões de vidas perdidas, milhares de empreendedores se viram diante de desafios antes nunca imaginados. Como é que você vende os seus produtos e serviços para clientes que não podem mais frequentar o seu estabelecimento? Os hábitos dos consumidores mudaram e você precisa adaptar o seu negócio para esta nova realidade.

Entre os segmentos mais impactados, podemos destacar o setor de turismo, eventos e gastronomia, que envolvem o deslocamento físico de seus consumidores. Infelizmente muitos tiveram que fechar as portas, enquanto outros encontraram formas de se adaptar aos novos hábitos de consumo de seus clientes e outros ainda encontraram formas de crescer na crise, pois como a história nos mostra as crises sempre criam novas oportunidades quando chacoalham o mercado.

A pandemia mudou o hábito de consumo de 72% dos brasileiros

O isolamento social provocado pela crise forçou milhares de consumidores a mudar a sua jornada de compra, passando a optar pelo digital ao invés do físico. Incluindo até mesmo o público mais velho, que sequer utilizava o comércio online e hoje é realidade no seu dia a dia. Isso é o que demonstra a pesquisa elaborada pela Fecomercio SP. Entre os setores mais impactados podemos destacar os segmentos de roupas, calçados, viagens a turismo e atividades físicas. Já o comércio eletrônico passou a ser mais utilizado por 46% dos consumidores.

É importante destacar também que, além de um grande aumento na busca por produtos e serviços para saúde física, melhoria na alimentação na busca por imunidade maior, os consumidores também têm se preocupado mais com a sua saúde mental, buscando conforto mental e sensações positivas, conforme relata outro estudo elaborado pelo Instituto Qualibest.

Além do aumento significativo de consumidores nos meios digitais, nosso objetivo aqui é destacar os principais pontos de mudança nos hábitos dos consumidores, para que você possa adaptar o seu negócio à nova realidade.

A jornada do consumidor após a pandemia

A jornada do consumidor é basicamente o processo que o consumidor segue desde o início até o fechamento da venda. Este processo é definido em etapas no que chamamos de funil de vendas, onde cada etapa tem um gatilho que leva o consumidor para a etapa seguinte, até chegar na venda ou pós venda.

Com mais tempo em casa, o consumidor passou a pesquisar mais sobre os produtos antes de comprar. Reviews do produto no Youtube, recomendação de influenciadores, avaliações ou opiniões em blogs agora fazem parte da rotina de grande parte dos brasileiros, conforme revela o estudo Brand Experience. Portanto muitas decisões que antes eram emocionais passaram a ser racionais e, se em algum momento durante essa jornada, a informação não for satisfatória, o consumidor deverá excluí-la da lista de possibilidades.

Neste cenário, é imprescindível que você estabeleça uma presença digital ampla para que possa participar da jornada de seus consumidores, aonde quer que eles estejam.

Crescimento do consumo regional

45% dos consumidores agora estão priorizando os pequenos mercados e comércios locais, principalmente para evitar aglomerações, preservar a saúde, reduzir o tempo de entrega ou mesmo incentivar o comércio local. É um hábito que está mudando o ambiente dos bairros nas grandes cidades.

Serviços por assinatura

Outra tendência que está em crescimento são os serviços por assinatura, que fazem a entrega de produtos por delivery periodicamente. Esta modalidade cresceu 24% logo no início da pandemia, fortalecida principalmente pela comodidade e segurança oferecida. Os produtos mais buscados neste modelo de assinatura são alimentos orgânicos e fitness, produtos de higiene, limpeza, cosméticos e livros.

Imóveis maiores e mais afastados dos centros das cidades

Com as famílias passando mais tempo dentro de casa e aderindo ao modelo home office, somado ao fato de que não existe mais a necessidade de transporte diário ou morar próximo do trabalho, as famílias estão optando por morar em lugares maiores, mais afastados e naturalmente mais baratos do que imóveis em regiões centrais das cidades. Com isso, a valorização de imóveis no campo chegou a 100% em 60 dias.

Mais conforto e bem-estar dentro de casa

Outra demanda que cresceu bastante é a busca por serviços de arquitetos e decoradores, além de produtos para a casa como eletrodomésticos, móveis e produtos para decoração, pela mesma razão acima citada, o isolamento social que fez com que as pessoas passassem muito mais tempo em casa. Somada à adesão da cultura do “faça você mesmo”, os brasileiros passaram também a colocar a mão na massa e personalizar os seus ambientes com a sua cara.

Como corresponder às expectativas e tendências dos novos hábitos dos consumidores?

Para se adaptar à nova jornada de consumo de seus clientes, apresentamos abaixo algumas dicas que podem ajudar em seu negócio:

  1. Logística rápida: Os consumidores passaram também a favorecer lojas que entregam mais rápido e muitas vezes estão dispostos a pagar mais caro por isso.
  2. Atendimento ágil: Tenha uma equipe comercial rápida e eficiente. Lembre-se que o consumidor não está presente fisicamente em seu estabelecimento ou olhando nos seus olhos para se sentir confiante. Portanto quanto mais tempo a sua equipe demorar para atender, menor será a confiança dele na sua empresa.
  3. Personalize a sua comunicação: Quanto mais personalizada é a comunicação, maiores são as chances de conversão. Portanto, chega de anúncios genéricos para todo o seu público. Elabore um planejamento estratégico, estude as suas personas, saiba quais são as suas dores e estabeleça uma comunicação precisa com cada uma delas.
  4. Amplie os seus canais digitais: A jornada de compra de seu público tem ficado cada vez mais extensa e passando por mais canais digitais. Portanto, ter apenas um site não significa que você será encontrado pelo seu público. Novos canais, marketplaces e redes sociais estão sendo criados a todo instante. Esteja presente onde ele estiver.
  5. Foco na experiência: Na pesquisa “Jornada omnichannel e o futuro do varejo” realizada pela Social Miner, destaca que 34% dos consumidores voltariam a comprar de empresas que oferecem uma experiência positiva no processo de compra, independente do preço dos produtos. Portanto, se o seu preço não é um diferencial atrativo para o consumidor, garanta uma boa experiência.

Esperamos que você tenha gostado deste conteúdo, que foi elaborado com muito carinho para lhe ajudar a superar as adversidades deste cenário que estamos vivendo. No que pudermos ajudar, conte conosco! Tenha um ótimo dia!

Fresh Lab
We grow Together!

O que são backlinks e como utilizar
Como calcular ROI utilizando ligações telefônicas?
Como melhorar a legibilidade do Blog?
Como avaliar a performance do site?
Guest Post - Como conseguir parcerias que dão resultado?
Tudo o que você precisa saber sobre Business Intelligence
Ferramentas de Marketing Digital - Como analisar a concorrência?
Tendências de Marketing Digital e como elas afetam sua empresa
1 2 3 40

Qual é o seu cenário atual?

Empresa Pequena

Preciso de ajuda para começar

Estou iniciando o meu negócio e preciso um plano adequado de marketing digital para fazer o meu negócio girar.
Como podemos ajudar
Empresa Média

Já faço, mas preciso melhorar

Já faço algumas ações de marketing digital, mas preciso melhorar a qualidade e performance das minhas ações.
Como podemos ajudar
Empresa Grande

Já tenho uma equipe interna

Já tenho uma equipe interna de marketing digital, mas a equipe está sobrecarregada e sinto que estamos estagnados.
Como podemos ajudar
Banner Case Emart Car
crossmenuchevron-downarrow-right
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram