Landing Page

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Duis sed cursus sapien, vitae fringilla sem. Duis convallis vel nunc at laoreet.

  • Lorem ipsum dolor sit amet

Our Amazing Work

We build the real value

Our Amazing Work

We build the real value

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Duis sed cursus sapien, vitae fringilla sem. Duis convallis vel nunc at laoreet.

Ark

@ArkOfficial

Ark is the most amazing premium template with powerful customization settings and ultra fully responsive template.

Ark

@ArkOfficial

Ark is the most amazing premium template with powerful customization settings and ultra fully responsive template.

Ark

@ArkOfficial

Ark is the most amazing premium template with powerful customization settings and ultra fully responsive template.

Ark

@ArkOfficial

Ark is the most amazing premium template with powerful customization settings and ultra fully responsive template.

Ark

@ArkOfficial

Ark is the most amazing premium template with powerful customization settings and ultra fully responsive template.

Ark

@ArkOfficial

Ark is the most amazing premium template with powerful customization settings and ultra fully responsive template.

Ark

@ArkOfficial

Ark is the most amazing premium template with powerful customization settings and ultra fully responsive template.

Ark

@ArkOfficial

Ark is the most amazing premium template with powerful customization settings and ultra fully responsive template.

Premium Slider Revolution

To help you design even faster, there is a growing array of beautiful premium Slider Revolution templates integrated into Ark. All example sliders you find below are included.

Great Performance

Ark is the most amazing premium template with powerful customization settings.

Premium Slider Revolution

To help you design even faster, there is a growing array of beautiful premium Slider Revolution templates integrated into Ark. All example sliders you find below are included.

Wordpress

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Wordpress

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Wordpress

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Wordpress

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Wordpress

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Big Heading

Untitled design

Campanhas para o Dia dos Namorados – ações para se inspirar

Deixou as campanhas para o Dia dos Namorados para os últimos momentos? Veja algumas ações inspiradoras para essa data e o que você pode aproveitar para o seu negócio!

Olá amigas e amigos, leitores (as) do blog da Fresh Lab, tudo bem com você?

Como você chegou à esse conteúdo, imaginamos que esteja procurando algumas inspirações de campanhas para o dia dos namorados, certo? Esperamos que sim.

A verdade é que essa é mais uma daquelas datas que, com a campanha certa, podem dar um retorno bem significativo para o seu negócio.

Sabemos que nem todos os segmentos podem aproveitar essa data para promover seus produtos ou serviços. Mas sabemos também que muitas empresas de serviços e muitos tipos de comércio podem aproveitar e muito esse dia especial.

Vamos ver a seguir algumas marcas como referências de campanhas para o dia dos namorados.

campanhas para o dia dos namorados

Campanhas para o Dia dos Namorados

  1. Closeup

Para uma marca de creme dental não é muito difícil criar uma mega campanha de Dia dos Namorados, não é mesmo? Em uma de suas campanhas, eles criaram uma plataforma onde os namorados podiam dedicar canções uns aos outros, prestando suas homenagens românticas.

As pessoas se logavam com o Facebook, marcavam um lugar que lembrava a pessoa e linkavam com uma música do Spotify. Show né?

Trazendo isso para a nossa realidade:

Que tal criar uma publicação impulsionada no Facebook ou no Instagram, com objetivo de engajamento. Peça para as pessoas marcarem o perfil do seu amor e dedicar-lhes uma música ali mesmo, nos comentários? É uma forma de aproximar esse público da sua marca e ser lembrado, mesmo que não esteja vendendo nenhum produto diretamente.

2. Uber

Essa mega empresa também não deve ter muito limite em campanhas para o dia dos namorados. Em sua última ação, o app criou a opção “Serenata”: viagens limitadas no valor de R$10 com espumante, rosas, balões e outros mimos que a Uber adora dar para seus usuários.

Trazendo à realidade:

Ok, vamos imaginar que você não tenha todo o dinheiro que a Uber tem para investir em uma campanha assim. Mas, que tal trazer o conceito para o seu negócio e promover um sorteio que vale um passeio especial promovido pelo seu negócio?

Você pode colocar condições. Acima de um valor de compras o casal concorre, ou na assinatura/contratação de um serviço da sua empresa.

3. O Boticário

Essas sugestões de campanhas para o dia dos namorados estão trazendo exemplos dos gigantes, não é? O grupo Boticário também apostou nas músicas, e fez uma parceria com o Spotify. A empresa criou um site onde as pessoas podiam montar suas playlist’s personalizadas.

O que foi um pouco diferente da CloseUp, é que no site da campanha do Boticário as músicas eram criadas com base no nome da pessoa e era possível personalizar com três opções de estilos musicais.

Caso essa essa ideia para campanha de dia dos namorados inspire você, que tal promover um concurso cultural? O amor pode facilmente tornar os apaixonados em compositores!

Outros exemplos

Geralmente, as campanhas de dia dos namorados que ganham mais visibilidade nos últimos anos são aquelas que quebram tabus e preconceitos sobre os relacionamentos em geral.

Campanhas promovendo a diversidade, respeito mútuo e igualdade de gênero são apostas para ganhar destaque nessa data, mesmo que o seu negócio seja pequeno. É também uma boa oportunidade para posicionar sua empresa com esses valores.

O que acharam das dicas? Será que ainda dá tempo de se programar com algo? Não fique de fora dessa data!

Curtiu este conteúdo?

Comentários

Como aplicar SEO em seu site – Dicas de SEO

Veja como aplicar SEO em seu site seguindo alguns passos simples. Essas dicas são valiosas para você trabalhar em um melhor posicionamento na busca orgânica do Google!

Você já ouviu falar nesse termo, certamente. Por isso chegou até um conteúdo em que pode ver dicas práticas de como aplicar algumas técnicas de otimização nas páginas do seu website.

Trabalhamos muito com SEO aqui na Fresh Lab e sabemos que algumas otimizações podem ser facilmente aplicadas no painel de controle do seu website. Não é preciso ser um programador para isso. Dependendo do caso, existem plugins específicos desenvolvidos para facilitar essa otimização.

Por isso, colocamos aqui alguns princípios básico de SEO e como aplicá-los. Não vá embora sem deixar um comentário pra nós, isso nos ajuda a perceber quais são os conteúdos mais interessantes para nossa audiência! Vamos lá!

Como aplicar SEO

A primeira coisa que precisamos saber quando vamos trabalhar em SEO é saber qual a estrutura do website do cliente. Se o seu site é feito em WordPress, HTML, Joomla – tudo isso vai diferenciar a forma como configura-se o SEO do seu site.

Aqui, você precisa ter “o trabalhão” de pesquisar no Google onde encontrar a configuração de SEO no backend do seu site. Você precisa chegar a esta página específica para trabalhar nas configurações de SEO.

Meta-título

Todo termo que você encontrar que começa com “meta” , diz respeito à como seu site aparece na busca orgânica do Google. É exatamente nessa parte que você deve configurar com as palavras-chave mais valiosas para o seu negócio, e que tenham consistência com o conteúdo interno do seu site.

Por exemplo: esse post de blog terá um meta-título “Como aplicar SEO no meu site – Fresh Lab Agência Digital”. O termo que queremos trabalhar exatamente nesse conteúdo é “como aplicar SEO”. Inserimos logo no começo do título, para deixar explícito do que estamos falando.

Quanto mais você sinalizar qual palavra-chave é a ideia central da página onde está configurando, mais aperfeiçoado estará o seu SEO.

O meta título também tem uma restrição de 70 caracteres, mais do que isso o título fica seguido por reticências nos resultados de busca.

Meta-descrição

Esse é um breve texto para que você insira sobre o que fala a página que o usuário vai clicar. A meta descrição é o que aparece nos resultados de busca orgânica do Google, abaixo do título. Quando você não faz essa configuração, o Google acaba puxando informações “padrão” e fica mal no ranking.

Vamos exemplificar novamente com esse conteúdo que você está lendo. Se nossa palavra chave em foco é “como aplicar SEO”, é muito recomendado que você comece a meta descrição utilizando o mesmo termo.

Como você pode perceber, o primeiro parágrafo desse texto também contém nossa palavra-chave em foco. Isso fortalece ainda mais a nossa página para buscas relacionadas à esse termo.

A meta descrição tem um limite de até 200 caracteres. É importante ser coerente e respeitar as políticas do Google. Se você tentar trabalhar com uma descrição enganosa do que a pessoa encontrará no site, apenas para atrair mais cliques, seu ranking de SEO não vai ser nada bom.

Palavra-chave em foco

Em suas configurações de SEO, é bem possível que você precise incluir uma palavra-chave em foco para cada página do seu site. Lembre-se: você precisa dar consistência à palavra-chave escolhida. Não adianta configurar seu SEO com uma palavra-chave que não tem a ver com o conteúdo do seu site – explicitamente.

Ao configurar sua palavra-chave em foco, leve em consideração pessoas buscando por soluções, e as ofereça.

É muito importante dizer que não tem como “enganar” os robôs do Google. Isso vêm sendo aprimorado à anos e tem centenas de engenheiros que trabalham para fazer funcionar esse algoritmo de rankeamento.

O que você, e nós como profissionais de marketing podemos fazer de melhor, é jogar as regras do algoritmo e otimizar ao máximo o que podemos em nossas páginas internas.

Fortaleça sua estratégia de SEO com conteúdo

Sabe uma das coisas que mais gera leads para a Fresh Lab? Conteúdo relevante publicado em nosso blog.

Isso é algo que estamos trabalhando orgulhosamente nos últimos três anos e não vamos parar. Motivo 1) existe muito conhecimento à ser compartilhado e pessoas buscando pela internet, queremos entregar informações valiosas. 2) é a estratégia mais barata e que gera leads mais qualificados.

Agora veja: nosso site não tem um bom rankeamento no Google apenas porque trabalhamos no SEO das páginas de serviços. Nós temos também dezenas de páginas de blog falando sobre “marketing digital”. Isso dá muita consistência para esse termo em nosso site.

Quem busca “marketing digital curitiba” no Google facilmente encontra nosso site. E isso é algo muito valioso! Você não acha?

 

Curtiu este conteúdo?

Comentários
Untitled design

Audiências personalizadas no Facebook – como liberar

Você sabia que é possível liberar audiências personalizadas no Facebook totalmente inéditas?

Quem anuncia no Facebook, agência ou empreendedor individual, está sempre buscando formas de aprimorar o que está sendo realizado em sua fanpage. Para quem faz o impulsionamento de publicação, configurar boas segmentações é um dos fatores que influencia o sucesso ou o fracasso de alguma postagem.

Mas você já parou para imaginar que podem existir dezenas de outras formas de segmentação, que são quase um segredinho do Facebook?

Audiências personalizadas no Facebook

Atualmente, em qualquer página, a configuração padrão de segmentação é mais ou menos assim:

audiências personalizadas

Agora imagine que você pode ter audiências ainda mais segmentadas!

Com as Audiências Digitais da Serasa Experian você pode direcionar suas campanhas no Facebook para o seu público-alvo, entregando a mensagem certa para a pessoa certa!

Se você já utiliza alguma segmentação disponível na plataforma de anúncios do Facebook, essa é a oportunidade para que você complemente suas campanhas adicionando uma nova camada de informações para otimizar ainda mais os seus investimentos.

O Serasa é o primeiro provedor de dados de audiência para o Facebook no Brasil e hoje são mais de 10 grupos de audiências disponíveis, divididas em dados demográficos, econômicos, financeiros, modelos de afinidade, Mosaic e B2B.

Audiências disponíveis

Para aproveitar este benefício, basta autorizar a liberação dos dados para segmentação na sua conta de anúncios do Facebook. É importante ressaltar que não haverá nenhuma cobrança adicional da Serasa Experian pela liberação dessas audiências. Você continuará efetuando os pagamentos diretamente para o Facebook no momento da campanha, como já faz hoje.

Confira os grupos de audiências disponíveis:

  • Afinidade ao tipo de carro
  • Audiências B2B (dentro dessas têm uma infinidade de segmentos!!)
  • Categorias especiais ou sazonais
  • Classificação de consumidores (A, B, C e D)
  • Composição familiar
  • Modelos de afinidade
  • Mosaic
  • Potencial de compra
  • Potencial estimado de crédito
  • Profissionais
  • Renda estimada

 

Para liberar essas audiências personalizadas para sua fanpage, basta acessar o site oficial e preencher o formulário de solicitação com as informações da sua fanpage. As audiências são liberadas em um período de até 72h após a solicitação.

E aí, o que achou dessa dica? Dá para aproveitar e muito essas segmentações do Serasa para realizar campanhas de marketing digital cada vez mais assertivas!

Curtiu este conteúdo?

Comentários
Untitled-design

Como fazer conteúdo com seus produtos ou serviços

Não é mais novidade para ninguém que o Marketing de Conteúdo é uma das formas mais saudáveis de atrair novos clientes para sua empresa utilizando a internet. Veja alguns exemplos práticos de como fazer conteúdo com os produtos e serviços da sua empresa.

Como você chegou até esse conteúdo? Mesmo que não tenha sido por meio de uma busca orgânica no Google, diariamente atendemos pessoas que acessam nosso site depois de ler alguma matéria em nosso blog.

Isso é marketing de conteúdo. Quando publicamos aqui, sobre algum produto, serviço, informação ou estratégia digital, estamos demonstrando à clientes em potencial que somos bons nisso.

Além de atrair clientes em potencial por meio da entrega de conteúdo relevante, nos posicionamos como uma empresa que não tem medo de dizer como as coisas são feitas. Preferimos compartilhar todo conhecimento possível por meio de publicações de blog.

Não é a toa que nossa equipe de redação tem conteúdo agendado para produção até Fevereiro de 2019. Somos obcecados por resultados orgânicos, e já entendemos que nosso lugarzinho no Google sempre estará disponível enquanto produzirmos com qualidade.

Como produzir conteúdo com SEU produto/serviço

Agora que já falamos um pouco sobre a estratégia de crescimento orgânico da Fresh, gostaríamos de fechar esse tópico falando que todo resultado orgânico que colhemos hoje é fruto de um trabalho de anos na manutenção do blog. Isso exige muita disciplina de quem está produzindo.

Você já pensou como um produto da sua empresa pode se tornar um conteúdo de blog? Saiba que, para qualquer segmento de mercado existem dúvidas, e que essas dúvidas podem ser solucionadas por sua empresa por meio de um conteúdo de blog.

Martelamos na questão do conteúdo de blog, mas essa não é a única forma de produzir conteúdo. Você pode trabalhar com vídeos que também podem aparecer bem posicionados nos resultados orgânicos do Google. Ou ainda, entregar suas informações em e-book’s, planilhas, infográficos, Guias e outros formatos.

Existem formas simples de adequar uma solução da sua empresa à uma história – e é isso que o Marketing de Conteúdo faz. A estratégia de Storytelling envolve os visitantes da sua página e cria proximidade com aqueles que até então só conhecem o seu site.

Criar história envolventes – e não mentirosas ou fantasiosas sobre o seus produtos ou serviços é uma excelente forma de fazer com que as pessoas vejam que você é especialista no que faz. E isso não é sobre ficar falando que a sua solução é a melhor do mercado, mas explorar outros pontos do negócio, como porquês principalmente.

“As pessoas não estão mais comprando o que você vende para elas. Elas compram o porquê de você vender à elas.”

Marketing de Conteúdo

Hoje na Fresh Lab temos algumas estratégias de Marketing Digital que estão resultando em ótimos clientes. E também em reconhecimento de mercado – pois, mais uma vez, quem produz conteúdo na web se posiciona como especialista.

As pessoas querem saber mais do que o preço e descrição do que está oferecendo. O público está cansado de mais do mesmo. O Marketing de Conteúdo tem potencial para tornar qualquer aquisição mais atraente.

Além de todas essas vantagens em trabalhar-se em uma estratégia de longo prazo com produção de conteúdo, temos o fato de que o marketing de conteúdo pode ajudar você à solucionar problemas de anos em seu negócio.

Você tem algum tipo de produto ou serviço que sempre causa a mesma dúvida nos clientes? Sabe aquela pergunta que você já está cansado de responder? São exatamente esses assuntos que podem se tornar conteúdos de blog em seu site.

Faz sentido para você que se várias pessoas já te fizeram a mesma pergunta, existem várias outras pesquisando sobre isso na internet?

A verdade é que as pessoas sempre vão pesquisar no Google, você estando lá com um bom link de conteúdo para responder, ou não. Se o visitante não encontrar a resposta com você, possivelmente encontrará em algum site concorrente.

Publicações de Cases

Se a sua empresa já atendeu ao menos um cliente com sucesso, você pode transformar essa experiência em um conteúdo para o seu blog.

Trabalhar com a publicação de cases de sucesso em seu negócio gera mais confiança nos visitantes. Mas cuidado, quando se publica um case é preciso relatar bem tudo o que houve na ocasião. Isso inclusive os fracassos – que deixam a história ainda mais interessante.

Conteúdos em formato de case também se enquadram no que chamamos de “storytelling”. Você vai contar uma história para as pessoas que estão lendo sobre como foi a experiência, e porque tiveram sucesso.


Como citamos anteriormente, é muito difícil hoje encontrar algum segmento de mercado que não tenha potencial para produção de conteúdo. Na verdade, o marketing sempre trabalhou assim, mas hoje podemos nos adaptar ao digital.

Não é a toa que a estratégia de produção de conteúdo e SEO são as mais trabalhosas. São de longe as mais valiosas no leque de atuação da empresa.

Assine nossa newsletter e comece a receber o conteúdo personalizado da Fresh Lab em seu melhor e-mail !

Nos vemos semana que vem.

Curtiu este conteúdo?

Comentários
Untitled-design (7)

Cinco coisas que nenhuma empresa deve fazer no Instagram

Curioso (a) para saber o que nenhuma empresa deve fazer no Instagram? Venha para esse artigo para descobrir se você está fazendo algo assim!

Olá! Seja muito bem vindo (a) ao blog da Fresh Lab. Queremos ajudar você à posicionar melhor sua empresa na internet, com dicas, conteúdos legais e informações importantes para fortalecer a imagem do seu negócio na web.

Mesmo que você seja dono de uma empresa, certamente está seguindo outras empresas no Instagram. Essa rede social veio ganhando muita força e espaço no ambiente online nos últimos anos, e não é a toa que foi comprada por nossos amigos do site azul.

Sempre buscamos trabalhar com conteúdos que ensinem o empreendedor à realizar o básico para o marketing digital da sua empresa. Mais do que falar sobre o que fazer, vimos a importância de esclarecer em uma postagem algumas coisas para você não fazer no Instagram do seu negócio.

1- Curtir as próprias publicações

Isso pode ser interpretado como amadorismo no Instagram. Curtir as próprias publicações é uma atividade não muito recomendada porque parece que você não tem audiência alguma.

Ou que fica publicando apenas por publicar.

2- Posicionar-se ideologicamente

É melhor para sua marca não se posicionar politicamente ou em questões ideológicas. Claro que você pode defender suas convicções políticas, mas lembre-se de que pessoas que pensam diferente de você também podem ser seus clientes.

Além disso, você não vai querer pessoas discutindo política em publicações da sua empresa, isso pode causar um tumulto desnecessário em sua rede. Pense que na internet as pessoas dificilmente têm “limites”, e uma publicação mal pensada pode render comentários negativos, perca de seguidores e até mesmo avaliações negativas em sua página do Facebook. Evite!

Second Better Call Saul GIF

3 – Comprar seguidores

É muito fácil perceber quando um perfil comprou os seguidores que têm no Instagram. Entendemos que para você os números podem ser muito atrativos, mas o engajamento é mais valioso.

Mais vale você ter 100 seguidores que conhecem você e sua empresa, do que 10 mil que não te conhecem e deixarão de seguir o seu perfil com o passar do tempo.

Além disso, o próprio Instagram condena essa prática. A proporção entre número de seguidores e interações nas postagens vai ser baixíssima. Dificilmente você terá o resultado esperado comprando seguidores, por melhor que seja a oferta.

4 – Overposting

Overposting nada mais é do que enviar várias publicações por dia, ou várias de uma vez. Por questões de algoritmo, o Instagram simplesmente não vai entregar todas as postagens para sua audiência. Não adianta fazer 5 postagens por dia achando que isso trará mais resultados. A função STORIES é justamente para empresas que querem manter muito conteúdo no feed por dia.

5 – Copiar conteúdos

Copiar conteúdos de outras empresas ou até mesmo de outras redes e replicar no seu feed pode ser um tiro no pé. Não duvide que alguma pessoa pode denunciar ou até mesmo o dono do conteúdo trazer problemas para você. Investir na produção de conteúdo original é imprescindível para trazer bons resultados no Instagram e em qualquer outra rede.


Se por um acaso você estiver realizando alguma dessas ações, sempre é tempo de melhorar e mudar para crescer! Continue acompanhando nossos conteúdos para ficar por dentro das melhores práticas de Marketing Digital para sua empresa!

PS: Este foi um conteúdo colaborativo entre várias pessoas da agência. Pedimos para que cada um colaborasse com uma prática que considerasse indevida para empresas no Instagram e selecionamos cinco.

Curtiu este conteúdo?

Comentários
Avaliacoes-online-ruins-de-pacientes-descubra-a-causa

Reputação digital para empresas – 5 tópicos para se pensar

Há mais ou menos um ano atrás, escrevemos sobre como criar e manter uma boa reputação digital. Parece que a maioria das empresas ainda não entendeu completamente a importância dessa estratégia no ambiente digital.

Olá amigos e amigas do blog da Fresh Lab, tudo bem? Hoje vamos falar sobre um assunto muito importante e que afeta grande parte das empresas que nos procuram para prestação de serviço. A reputação digital. 

Sabemos que a reputação nada mais é do que “o que as outras pessoas falam ou pensam sobre nós”,  ou sobre nossa empresa, produto ou serviço. E na internet essas mesmas pessoas se sentem muito mais encorajadas à contribuir com seu feedback, seja ele positivo ou negativo.

Cuidar e ampliar sua reputação digital torna o processo de decisão de compra muito mais fácil para clientes novos. Enquanto isso, serve para fidelizar ainda mais seus clientes antigos e fortalecer a imagem da empresa.

Reputação Digital

Certamente você já viveu essa situação ou conhece alguém que desistiu de uma compra por não ter encontrado boas informações de uma empresa na internet. Hoje em dia isso é mais comum do que a maioria das pessoas imaginam.

E aqui não estamos falando apenas do poder das avaliações positivas, mas de demonstrar que sua empresa realmente está presente e engajada no ambiente digital. Isso faz com que novos consumidores confiem mais no seu serviço ou produto.

Entendendo a importância da sua reputação digital, vamos aos cinco tópicos para refletir sobre a situação do seu negócio.

  1. A reputação digital orienta a percepção das pessoas em relação à sua empresa

Não tem jeito amigo (a). Pode ser que a gente esteja vivendo algo meio “Black Mirror”, mas avaliações positivas e engajamento em seus canais sociais dão mais crédito para seu negócio. Não adianta muito ter o melhor produto do mercado quando suas redes sociais estão desatualizadas ou nem existem. Caso seu mercado esteja lá, você simplesmente não existe para eles.

2. Onde está o seu público? É lá que você precisa trabalhar sua reputação digital

Esse é um ponto importantíssimo desse assunto e que você precisa pensar. Seu público em potencial está no Facebook? Se a resposta for sim, é lá que você vai trabalhar para construir uma boa reputação online.

Caso contrário, não fique investindo tempo, recursos ou dinheiro em redes que não te dão retorno. Temos um cliente que converte muito pelo Google por exemplo, pois são do segmento de indústria, e outras empresas procuram por suas soluções na Rede de Pesquisa.

Ou seja, se as pessoas preferencialmente te encontram no Google, você precisa garantir que as pessoas terão uma boa experiência quando procurarem por você. Que encontrem uma empresa sólida e confiável também na web.

3. Não adianta pensar que as pessoas não vão procurar na internet

Vamos imaginar que você não faça mesmo nenhum tipo de marketing digital para sua empresa e que trabalhe com panfletagem. Não tem nada de errado, aliás, em se trabalhar com esse tipo de mídia quando você tem uma estratégia bem planejada.

Mas é muita inocência pensar que quem se interessou por você não vai procurar por sua empresa no Google ou no Facebook, Instagram. O que essas pessoas encontram é sua reputação online. E elas vão procurar, pode estar certo disso.

4. Se sua empresa não é algo na vida real, é melhor não tentar sê-lo na internet

Esse é um caso interessante à se pensar. Em uma de nossas pesquisas internas para produção de Planejamento Digital, encontramos um exemplo de empresa que no digital era uma coisa e na loja física era totalmente diferente.

Você deve imaginar que, as pessoas que foram impactadas por um marketing atrativo, tiveram uma grande decepção quando foram até o ponto físico. E claro que elas voltaram para reclamar na internet.

Então, muito cuidado com o que você fala sobre a sua empresa na internet. Se você vende “atendimento de qualidade”, quem se sente atraído por isso não aceitará menos do que excelência.

5. Sua reputação digital também é importante do ponto de vista de outras empresas

Os negócios entre empresas também são influenciados por suas presenças na internet. Não são tão raras assim, as empresas que deixam de fazer negócios com outra por conta de seu posicionamento na web.

Ter uma boa reputação digital é uma questão estratégica.


Ações para gerar engajamento, conteúdos relevantes e verdadeiros para sua audiência tem o potencial de trazer resultados consistentes para o seu negócio.

Mas vale lembrar: construir e manter uma boa reputação digital exige dedicação e tempo. Mas os resultados certamente valem a pena!

 

Curtiu este conteúdo?

Comentários
Untitled-design

Você já deve ter leads e nem sabe!

Tudo bem se você não entende o que é um lead – a gente te explica. Mas se depois de descobrir você ainda deixar de trabalhar sua base de contatos, está perdendo enormes oportunidades de conquistar clientes! Aposto que você já deve ter leads e nem sabe!

Olá amigos e amigas do blog da Fresh Lab! Sejam bem vindos novamente a um conteúdo que pode fazer diferença no caminho do seu negócio! Hoje vamos falar sobre aquela possível base de contatos que você tem em algum lugar e não está sendo trabalhada!

Mas nada de colocar o carro na frente dos bois. Vamos dar um passo para trás e entender melhor o que é de fato um LEAD.

O que é um lead

Se você pesquisar no Google, vai encontrar diversas definições parecidas e distintas do que é um lead. Na concepção do que fazemos aqui na Fresh, consideramos como “lead” um contato de uma pessoa potencialmente interessada em um produto, serviço ou solução da sua empresa.

Esse contato não precisa ser necessariamente o e-mail da pessoa. Estamos falando muito ultimamente da importância de utilizar corretamente o WhatsApp para realizar campanhas de marketing digital.

Ou seja, se você tem o número de telefone de pessoas que já entraram em contato com você, já tem oportunidade de bolar algo para retomar o contato com essas mesmas pessoas.

Como trabalhar adequadamente seus leads

Nesse sentido, não importa muito se você vai fazer campanhas de e-mail marketing ou de Whatsapp. Para retomar o contato com clientes que já se interessaram por você, é preciso entregar o seu melhor conteúdo para eles.

É claro que você também pode disparar e-mail e mensagens promocionais nessas campanhas. Mas se tornar atraente de novo para o público por meio do conteúdo é algo que tornará a compra algo muito mais valioso e desejado por seu lead.

Sugestões de campanhas de conteúdo

Entenda por conteúdo qualquer informação relevante que você entrega para seu público sem cobrar nada por isso. Podem ser curiosidades sobre seu segmento de mercado, notícias relacionadas às tendências do que vende, memes quando cabem na sua estratégia de comunicação, entre outras opções.

É importante ter em mente que quando você oferece conteúdo relevante para seu público alvo, o ideal é não cobrar por isso. Entregue o que você tem de melhor e ganhe a consideração de quem procura soluções práticas para resolver seus problemas.

Você pode ter certeza de que o seu conhecimento compartilhado tem muito mais valor do que um segredo empresarial guardado a 7 chaves, ok? Século XXI amigos (as)! 

Beyonce Flirting GIF

Outras ideias

Se você não sabe como redigir muito bem campanhas de conteúdo sobre o seu segmento, você pode trabalhar com campanhas mais “comuns:”

  • Aniversariantes do mês têm algum tipo de vantagem, desconto, brinde, surpresa.
  • Datas sazonais: acompanhar calendário de comemorações para fazer campanhas temáticas
  • Sorteio de ingressos de filmes do momento – busque fazer parcerias com cinemas ou então designar uma verba mensal para ter ingressos e sortear entre seus leads.
  • Cupons de desconto.

Trabalhar com uma base de contatos fria pode ser um trabalho de mais tempo, até que o retorno seja visto. Além disso, você deve se preparar para ter contatos bloqueados e inválidos – isso é comum.

Não se assuste também se as pessoas ignorarem. As vezes os clientes mudam de ideia. Mas não desanime! Você pode trabalhar conquistando novos leads a qualquer momento com uma campanhas para geração de leads! Mas isso é assunto para o próximo post.

Até lá!

Curtiu este conteúdo?

Comentários
Untitled-design (1)

Marketing Digital para iniciantes: em qual canal começar

O marketing digital tem espaço para todos, mas para iniciantes pode ser difícil escolher em qual canal começar. Veja algumas dicas de marketing digital para iniciantes e tire suas ideias do papel.

Olá amigas e amigos leitores do blog da Fresh Lab! Hoje vamos passar algumas dicas bem práticas para você, que precisar colocar sua empresa na internet de alguma maneira e não sabe por onde começar.

Não vou enrolar você falando sobre a importância do marketing digital e de se ter uma boa presença online. Também porque isso já não é mais novidade para ninguém.

Se você precisa começar a gerar negócios online para sua empresa, saiba que a internet disponibiliza diversas ferramentas que podem tirar seus resultados do zero. Vamos ver?

Marketing Digital para Iniciantes

#1 – Trabalhe em uma boa fanpage

Ok! Eu sei que pode parecer contraditório, já que eu já escrevi aqui que é muito errado focar toda sua estratégia digital no Facebook. Mas se você não pode investir no desenvolvimento de um site e sabe que seu público alvo está nessa rede, é pra lá que eu aconselho você ir.

Construir uma boa fanpage não é uma tarefa tão difícil quanto parece. Tendo uma página legal, com informações suficientes do seu negócio e boas imagens, você já poderá apresentar sua empresa para o público online. Comece convidando seus amigos e sua própria rede de contatos para curtir sua fanpage.

#1.1 – Criando conteúdo para a página

Uma vez que você começou a popular sua fanpage com pessoas interessadas em sua empresa, você pode começar a publicar conteúdos para engajar a audiência. O tipo de conteúdo vai depender muito do seu tipo de negócio, mas podemos aconselhar apelar para o lado visual – com boas fotos e vídeos.

Você pode perceber que as suas publicações alcançam poucas pessoas, e isso infelizmente é normal. Apenas quando impulsionamos as postagens, elas têm potencial para atingir um maior número de usuários.

O lado positivo dessa dinâmica é que o Facebook tem um bom custo benefício para anunciantes. Você vai pagar para que sua publicação apareça, mas se ela for boa e você direcionar para o público certo, colherá resultados consistentes desta estratégia.

Para impulsionar publicações é sempre muito fácil. Abaixo de cada postagem você encontra o botão “Impulsionar Publicação”. No quadro que se segue você vai ver instruções de direcionamento, orçamento e duração do seu anúncio.

Trabalhar com boas postagens no Facebook pode ser o ponto de virada da sua empresa. Use a criatividade para oferecer algo que seja realmente atrativo.

#1.2 – Atendendo e relacionando na página

Não esqueça que, se você tem alguma ação ativa no Facebook, tem que monitorar todo dia! Se as pessoas comentaram, deixarem mensagens na página e não forem respondidas, você pode perder os contatos mais promissores da sua campanha.

Não esqueça de sempre pegar o contato de quem fala com você, de maneira sutil. Como falamos, é arriscado deixar sua base de clientes só no Facebook. Salve o número ou o e-mail dessas pessoas.

#2 – Adwords Express

Se você tem um website e pode criar campanhas para direcionar tráfego para lá, o Adwords Express é uma excelente plataforma para começar.

Inclusive, gravamos um vídeo falando sobre essa possibilidade – que realmente traz vantagens para anunciantes “independentes”, ou iniciantes.

Também vai ser uma mídia em que você vai poder começar com um investimento pequena, em torno de R$150 para o mês de anúncios ativos.


Não muito mais do que isso será necessário para tirar sua empresa do anonimato e começar a ganhar a consideração dos seus clientes online.

Você com certeza encontrará outros conteúdos na internet com dicas maiores, textos maiores e vários exemplos. Vão te falar desde definição de público alvo até dicas como “seja persistente”. Mas na prática, você precisa de um direcionamento sobre como começar e onde!

Se você gostou dessas dicas, procure conteúdos que possam te ajudar a aprender mais sobre essas plataformas e boa campanha!!

Curtiu este conteúdo?

Comentários
Untitled-design (1)

Dicas para Construir o Funil de Vendas da Sua Empresa

Na hora de construir um funil de vendas ideal para a Jornada de Compra do seu público alvo, muitas dúvidas podem surgir e você pode ficas estagnado(a). Veja algumas dicas valiosas para tirar essa estratégia do papel e buscar resultados melhores para o seu negócio.

Olá! Seja bem vinda (o) ao blog da Fresh Lab! Hoje vamos compartilhar com vocês algumas dicas bem práticas para construir o funil de vendas do seu público alvo.

Possivelmente você já ouviu falar sobre esse termo “funil de vendas” ou “jornada de compras”. Se não ouviu, é simples de entender: a jornada ou funil é o caminho que o seu cliente ideal faz desde o momento em que conhece sua solução até o fechamento do negócio.

Nem preciso dizer como é importante que você conheça as partes dessa jornada para conquistar mais clientes, certo?

Conhecer a Jornada de Compras do seu cliente é fundamental para guiar sua estratégia de captação de novos clientes. Se você sabe como ele(a) chegou até você, eis uma oportunidade de potencializar o que já está dando certo para seu negócio.

Agora que já entendemos um pouco melhor sobre o que é o funil de vendas, vamos às dicas que podem te ajudar a construir um certo para você.

Construir o funil de vendas ideal

Pode ser que você fique um pouco sem saber o que dizer nos primeiros momentos. Mas você como dona (o) do seu negócio vai saber responder à essas perguntas:

#1 – Como os clientes que você atendeu até agora chegaram até você?

Pequenas e médias empresas usualmente têm 90% dos negócios fechados feitos por meio de indicações. Essa é uma realidade muito comum e que ajuda muitas empresas em momentos de crise ou na turbulência do começo – quando não há verba para investir em marketing.

Aqui eu gostaria de abrir um parênteses.

(As indicações então são algo muito valioso que você pode trabalhar. É muito comum ouvirmos donos(as) de empresas reclamando que os negócios que vieram até então foram só indicação. O boca-a-boca é a mídia mais legítima que seu produto pode ter. Aproveite isso.

Uma coisa que você pode fazer é entrar em contato com clientes antigos, pelo WhatsApp mesmo. Ofereça algum tipo de vantagem para quem indicar os seus serviços ou sua loja.

Se o seu produto ou serviço é bom o suficiente para as pessoas indicarem por vontade própria, experimente colocar um pouco de incentivo para ver o que acontece.)

Voltando ao item #1: você precisa saber de onde seus clientes vieram inicialmente. Eles pesquisam por soluções no Google que sua empresa pode resolver? Ou ele quer apenas informações?

Geralmente, os clientes em potencial que estão no topo de funil – na fase de descoberta, procuram por informações no Google que os ajudem à “resolver sozinhos”. Ou resolver com o menor esforço possível.

O Marketing de Conteúdo é fundamental para esse processo e não temos mais para onde correr. Produzir conteúdo relevante para quem busca respostas no Google é uma das formas mais saudáveis de atrair clientes legais para sua empresa.

#2 – Qual foi o ponto que “convenceu” seu cliente à considerar sua solução?

Precisamos ter em mente que as pessoas pesquisam muito antes de decidir. O ponto chave aqui é que, se as pessoas entram em contato com você (pedindo orçamento, mais informações ou descontos, por exemplo) é porque alguma coisa da sua empresa despertou interesse delas.

Você precisa saber o que é esse fator decisivo que influencia seu cliente à escolher pela sua empresa!

Quando você perceber esse ponto forte, trabalhe para divulgá-lo com mais estratégia, evidenciando o que você tem de melhor.

Sabendo como seu cliente chegou até você e o que o convenceu à entrar em contato já dá informações suficientes para que você elabore estratégias de Marketing no começo e no meio do funil.

Por exemplo: você sabe que o ponto forte da sua empresa é o atendimento diferenciado. Para captar atenção dos seus clientes em potencial, você pode trabalhar com uma campanha de Geração de Cadastros. As pessoas que deixarem o contato ganham 30 minutos de consultoria online com um especialista da sua empresa.

#3 – Decisão

A fase de decisão ou da compra efetivamente é onde todos querem estar. Sentimos algo realmente legal quando fechamos um novo negócio, ou vendemos algo em que acreditamos ser bom para o cliente.

Contudo, precisamos respeitar o tempo dos leads. É enganoso pensar que as pessoas vão pular da fase de descoberta para compra só porque “você é legal” ou tem um site bonito. O comportamento dos usuários não é assim. Existem muitas outras empresas que estão trabalhando em um funil de vendas para captar o maior número de clientes possível em um processo estruturado. Meu conselho é que sua empresa comece a caminhar para isso o mais breve possível.

Resumindo: quando os clientes chegam à fase de decisão, é onde você também pode coletar informações do que o fez decidir. Tudo isso é informação estratégica para você potencializar o marketing da sua empresa.


Tendo como base o que expliquei até agora, vamos resumir:

  1. Saiba como seu cliente final chegou até você. Basta perguntar para qualquer um que já contratou algum serviço seu ou comprou algo da sua empresa. A forma como os clientes vieram até então é algo que já funciona para você. Potencialize isso.
  2. Saiba o que o seu cliente considerou decisivo para entrar em contato com você. Isso é o que você vai usar como isca no meio do funil para atrair mais leads.
  3. Respeite o tempo de conversão e a jornada dos seus leads sem ser inconveniente.

Pode ser que você ainda não saiba como construir um funil de vendas na prática, é comum sentirmos isso porque temos medo de errar. Mas FAÇA alguma coisa, pelo menos um rascunho para medir o seu grau de conhecimento desses pontos chave.

O funil de vendas “mais ou menos” que você constrói é melhor do que o funil perfeito que você não constrói! Mãos à obra!!

Curtiu este conteúdo?

Comentários
Untitled-design

O que sua empresa vai fazer se o Facebook acabar?

Pois é meus amigos: tudo que é bom tem seu fim. E o site azul parece caminhar à passos largos para uma debandada de investidores e usuários. Mas, o que sua empresa vai fazer se o Facebook acabar?

Bom, para quem não está atualizado das últimas do mundo da tecnologia: recentemente, o Facebook se envolveu em um escândalo envolvendo vazamento de dados de usuários. Esses dados, supostamente, foram utilizados (ou vendidos) para as campanhas de marketing de Donald Trump.

Verdade ou não, ainda não sabemos nada do que pode acontecer. O que sabemos é que nos últimos dias o empreendimento de Zuckerberg perdeu mais de 100 milhões em seu valor de mercado. Empresas como Tesla, SpaceX já deletaram suas páginas no Facebook e iniciaram o movimento #deletefacebook – que tende a ser cada dia maior.

A situação pode ficar ainda mais grave se o escândalo for verdade.

Mas aí você, meu caro amigo ou amiga, leitora do blog da Fresh Lab – o que tem a ver com isso?

Posso dizer que tem tudo a ver se a sua empresa concentra mais do que 40% da estratégia de marketing no Facebook.

Nós mesmo temos clientes que precisam repensar urgentemente a forma de comunicação online. Concentrar tudo em uma rede social tão vulnerável quanto o Facebook é arriscado demais.

Sabemos que hoje, o Facebook é uma das redes sociais com melhor custo benefício para anunciantes. Aqui no Brasil as estatísticas são ainda melhores – os usuários estão em massa e muito tempo por dia conectados.

Para alguma empresas, 90% das vendas e novos negócios são gerados via Facebook. Isso não é apenas um erro como muito perigoso para tudo que você vêm trabalhando.

Tudo isso pelo simples motivo de que você não poderá fazer nada se o algoritmo do Facebook mudar totalmente. Não há como “burlar” as políticas que o site têm implementado. Na realidade, os anunciantes já estão pagando por essas mudanças nos últimos anos. Os anúncios estão mais caros e campanhas mais exigentes em performance.

O que fazer?

Pode ser que para você seja um pouco tarde receber essa informação, mas você deveria estar trabalhando com conteúdo no seu site a muito tempo.

Vou te dar um exemplo bem prático: há mais ou menos 1 ano e meio nós começamos a trabalhar os conteúdos do site da Fresh Lab de forma estratégica. Não divulgamos esse conteúdo em redes sociais ou nada parecido. Fizemos uma automação e garantimos que esse seria bem encontrado no Google.

Não precisamos dizer que atualmente não precisamos investir 1 real em mídia para sermos encontrados por quem nos interessa, certo? Hoje recebemos em média, 10- 13 pedidos de orçamento ao dia! Sem falar dos leads que vem de uma automação de marketing que também montamos.

Temos sim nossas redes sociais, Facebook e Instagram também têm suas finalidades.

Mas agrupar toda sua força de marketing em uma rede que pode mudar a qualquer momento não parece uma estratégia muito sólida.

Em nosso site podemos ter certeza de que o conteúdo vai dar resultados por si só. São bem feitos, configurados para SEO e sempre entregam informações relevantes para o usuário.

Resumo da ópera:

Se esse é seu caso, comece a pensar em formas de coletar os leads das pessoas que estão conectadas com a sua página. 

Dê um jeito, pense em uma campanha com comentários em que as pessoas deixem algum tipo de contato com você. Na pior das hipóteses você poderá entrar em contato com ela em outras ocasiões, com e-mail marketing ou marketing pelo WhatsApp.

Sempre há uma forma de melhorar o que você já está fazendo. Investir em um site onde você possa colocar conteúdos relevantes é a maneira mais segura e saudável de ter resultados na internet. Dou minha palavra 🙂

Curtiu este conteúdo?

Comentários

Comentários